Menu

RENATO SIMÕES CANDIDATURA AO PT NACIONAL – Vídeo

Nenhum Comentario

Renato Simões no Seminário Educação2013

Renato Simões

Renato Simões fala no Seminário de Educação, na UFMT

* * *

Presente a convite nosso, para uma leitura de conjuntura da situação política nacional e o tema da “Colonialidade e (des)colonialidades em curso, no país e especialmente nos países íbero-caribenhos-afroameríndios, o Deputado Renato Simões (PT) esteve presente em um dos momentos do SEMIEDU2013 expondo sua avaliação acerca da situação nacional e as perspectivas gerais que se desenham. Sua avaliação, enfatizou uma história do PT, do Lulismo que criou um modelo de gestão pública de negociação como todos os setores, superando a política tradicional, e sendo assumido por setores que não se identificam com o partido. Renato Simões trouxe luz à história dos vinte últimos anos do país, o momento presente, os principais embates, perspectivas, desencontros e possibilidades abertas. Renato Simões, a quem conheci há muito anos, tem mantido uma agenda sempre na mesma direção, apontar a necessidade de uma avanço à esquerda por parte do Partido, como resposta às grandes manifestações nacionais; mas, sobretudo, não diluir a proposta de uma democracia participativa através da qual o PT marque uma trajetória de avanço à esquerda. A atmosfera de negociações deve priorizar um estado de direito em que o Estado não se omita em batalhar, no conflito, a favor de políticas públicas que há anos ficaram sufocadas, desde a ditadura, como uma Política Pública de participação direta, uma Política Pública de Educação Popular, que fortaleça a informação, o controle da violência contra os movimentos sociais, os direitos à memória e à verdade, e a decisão de um governo que assuma no Estado o importante papel de favorecer Políticas Públicas voltadas para os setores populares, como perspectiva de avanço Justiça, do crescimento econômico sustentável, da desconcentração econômica sobretudo da terra, progresso que beneficie os setores empobrecidos que carregam o piano de um sistema que ainda mantém privilégios e precisa ser superado.
Parece-me que é este PT, apontado por Renato Simões, identificado com as necessidades e com prioridades voltadas à população empobrecida, que é preciso ainda mais radicalizar lá onde as políticas públicas ainda nos deixam nas saudades. PARTICIPAR É PRECISO! Eis o vídeo postado no YOUTUBE por Enock Cavalcanti que nos forneceu gentilmente o acesso. Prof. Luiz A. Passos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *