Menu

CAJU de Goiânia e sua metamorfose

Nenhum Comentario

Minha solidariedade pessoal ao CAJU de Goiania, onde com muita alegria pude participar de maneira direta em sua força criativa e transformadora que eclode de Deus na juventude que se abre a ajudar o outro jovem, numa perspectiva de comunhão para se situar diante de um mundo que o marginaliza, ignora e dele, por princípio, descrê.  A CASA de JUVENTUDE como protagonismo da Companhia de Jesus que também exerceu este mesmo protagonismo na CASA PADRE JORGE, em Porto Alegre, foram centros de formação da juventude, na qual eles mesmos, os jovens, dentro de um princípio freireano, eram os principais protagonistas desta formação. Tratava-se de uma presença ativa na construção de uma sociedade da qual eram parte, e não apenas futuro. Ignoro completamente as razões pelas quais, o CAJU foi fechado. De qualquer forma, o ideal e a proposta dele, não poderá se ligar a um espaço ou a um tempo único.

Poderá haver inúmeras razões que justificarão modificações de arranjamentos, espaço-temporais e instituicionalizações, mas isso deve tornar ainda mais pronto o espírito, o coração, na direção que continua viva e que se aprofunda entre dimensões clamorosas, como o assasinato e o genocídio incluindo jovens, e dos quais eles são as principais vítimas, entre jovens alcoolizados e drogados, em condição de rua, cuja condição diz respeito à responsabilidade de todos nós, O espírito de fraternidade nos lança, por eles elas, por sua vida, pelos direitos idênticos àqueles que eu reivindico para mim (KARK OTTO APPEL), de sorte que o clamor do Espírito, na mesma direção primitiva, chama os Jovens que evangelizem os jovens, se evangelizando ao mesmo tempo, no Espírito da Exortação Apostólica denominada Evangelli nuntiandi do Papa Paulo VI, de 1975. De sorte que no apagar das luzes daquele espaço, certamente, nestes momentos abrem-se novas necessidades de avançar na mesma direção. Respondendo aos apelos que, à contrapelo da História, exigem novas conversões e radicalidades.

Tive a graça de poder estar celebrando, vivendo, exortando, discutindo fenomenologia com aqueles jovens no CAJU, e, também sendo amorosa e calorosamente contestado naquele mesmo lugar, dado que a verdade emana do diálogo, não das opiniões feitas e estabelecidas: isso é fenomenologia, também. Nunca da colonização do outro! Ninguém pode ser irmão e senhor ao mesmo tempo! Toda a educação popular que inspira os processos éticos e evangélicos implica, o tempo todo, conversão de todos, no diálogo aberto até o fim, com vistas a encarnação junto aos mais pobres, e ser fiel a eles num tempo de exclusão e massacre dos mais pobres, dos jovens, das mulheres, dos indígenas, dos estrangeiros, dos que possuam opção sexual distinta, ou formas de pensamento e militância distintas.

O momento é de solidariedade a todos e todas que compartilharam suas vidas, quase, diria eu, inteiras, no CAJU. E, não o fizeram com espírito de contradição ou má fé, mas por imperativos só possíveis de serem compreendidos em parte, todo o resto é parte do santuário do íntimo, onde cada um de nós, sequer tem acesso àquele que nos próprios temos dentro de nós. Imagino sofrimentos de muitos. As dores passam, deixam cicatrizes, mas o sentido da luta e das dores, remetem ainda muito mais longe, as pessoas que comungaram com as dores do cordeiro. Minha particular solidariedade com Padre Geraldo Labarrère, meu sempre companheiro de caminhada, e entre os jovens que lá encontramos saúdo em nome de todos e todas na pessoa de Carmen Lúcia. Contem sempre comigo.

O CAJU não será esquecido por ninguém que tenha nele passado. ele está vivo em todos nós, e sou parte disso. Espero em breve sua ressurreição gloriosa na radicalidade da ressurreição de Jesus.

Paz a todos e todas

Deus conosco!

Passos

CARTA DO CEBI DE GOIANIA

À Casa da Juventude, pelo cancelamento da Escola Bíblica para Jovens e fim da pareceria com CEBI-GO

“A Sabedoria construiu Sua casa, ela ergueu suas sete colunas.

Ela abateu Seus animais, ela misturou Seu vinho,

ela pôs também Sua mesa.

Ela enviou suas ministras para chamar desde os lugares mais altos da cidade…

Vinde comer do pão e beber do vinho que eu misturei.

Deixai a imaturidade e vivei, e andai no caminho da Sabedoria”

(Provérbios 9, 1-3.5-6)

À Juventude, à Companhia de Jesus e a todo o Povo de Deus a caminho,

A paz do Senhor!

Somos o Centro de Estudos Bíblicos – o CEBI, uma organização ecumênica formada por mulheres e homens crentes na Palavra de Deus, que buscam com paixão e rebeldia, gerar libertação e bem viver, pelos caminhos que percorrem. Em Goiás, celebramos 30 anos de Resistências, Sonhos e Utopia. Numa rede de parceiras e bem querer, construímos juntos/as, “outro mundo possível” – o reino de Deus, no cerrado brasileiro, com arte, beleza e mistério. A nossa história, a nossa caminhada no Seguimento a Jesus, está entrelaçada com o caminho percorrido pela Casa da Juventude Padre Burnier, que assim como nós há 30 anos tem sua tenda armada junto à juventude e aos pobres.

Vivenciamos muitas histórias, projetos, alegrias e dores juntos/as, ao longo destas três décadas de serviço as comunidades, nossas gentes se misturaram varias vezes, sendo gente do CEBI, sendo gente da CAJU, do MST, das CEBs, da PJ… Gestamos juntos/as um projeto que cresceu, cresceu tanto que virou uma referência para o Brasil e a América Latina, as Escolas Bíblicas com Jovens, uma experiência que junto aos grupos juvenis, buscam hermenêuticas juvenis que gerem vida, libertação, bem viver. Celebramos juntos, nossos 20 anos de caminha, no re-encantar a esperança. Realizamos seminários, aprofundamentos, assessorias juntos/as em vários momentos ao longo destes anos, mas sobretudo comemos e bebemos nossa utopia juntos/as.

Ao iniciarmos um novo ano de trabalho, um ano de celebrar 30 anos do CEBI/GO, um ano dedicado pela Igreja Católica de Roma – o ano da Fé, de visita do bispo de Roma ao Brasil, de jornada mundial da juventude, de campanha da fraternidade sobre juventude, de desejo da articulação da juventude ecumênica em Goiás, de abertura das comemorações dos 30 anos da CAJU, fomos surpreendidos pela notícia que a CAJU não continuaria o serviço de leitura popular da bíblia, bem como com nenhum dos projetos de Pastoral, Formação Política, Pesquisa e Publicação, Assessorias. A noticia foi para nós assustadora e um tempo de adentrar os desertos da vida, para entender quais são os sinais do Libertador para nós. Sendo homens e mulheres da palavra, rezamos a tradição bíblica, o Êxodo, as parteiras hebreias que agem com astúcia na defesa da vida, numa realidade de extermínio dos mais jovens, desobedecem a ordem do faraó.

Escrevemos esta carta fraterna à Companhia de Jesus, à Juventude e a todo o Povo de Deus, para dizer que assim como caminhamos ao longo destes 30 anos junto aos homens e mulheres que construíram a CAJU com mãos cuidadoras e proféticas, continuaremos juntos/as com os/as leigos/as, religiosos/as, Congregações, movimentos sociais…Que construirão nova morada, nova casa/CAJU Assessoria , dando assim continuidade aos projetos e ao apoio aos/as jovens de todo o Brasil, entrelaçando cada vez mais nossos “sonhos, resistências e utopias”, neste chão goiano. À Companhia de Jesus, desejamos que siga seu caminho no seguimento a Jesus, que não perca de vista o testemunho de sto Inácio, pe.Hurtado, pe. Jon Sobrino, pe. Burnier – mártir da caminhada, dom Luciano Mendes, pe. Alabano Trinks, pe. Roberto Albuquerque, pe. Hilário Dick, pe. Geraldo, pe.José Garcia Neto, pe. Brandão e tantos outros que nesses 30 anos foram presença e inspiração inaciana do Amor e Serviço à Juventude, ao Povo de Deus, sigamos no caminho sendo igreja dos pobres, com paixão e compromisso.

Unindo nossa voz à voz das juventudes de todo o Brasil, gritamos e afirmamos como fizemos nesses 30 anos que hoje e sempre a CAJU somos todos/as nós.

As bênçãos do Deus da Caminhada, sempre solidário e do lado dos pobres.

Centro de Estudos Bíblicos – GO

Goiânia Fevereiro de 2013

O CAJU CONTINUA PRECISARÁ DO APOIO DE TODOS E TODAS

O nosso futuro

COMUNICAMOS que nós, leigos/as organizados em uma nova Associação, como Centro de Assessoria em Juventude – CAJU ASSESSORIA. Desejamos continuar a missão assumida pela Casa da Juventude Padre Burnier que nasceu em 1984, agora com nova configuração, comprometendo-se a buscar, em curto prazo, caminhos para continuar os seguintes Projetos:

1)  POS-JUVENTUDE – Trata-se de continuar o processo da 7ª  turma da Especialização em Juventude e Adolescência, até a conclusão da mesma e encaminhar para a Rede Brasileira de Centros e Instituto de Juventude o pedido de deliberar sobre a nova coordenação ou continuidade, do curso presencial. O mesmo deve acontecer com o acervo de livros, organizados a partir dos projetos sobre a temática juvenil;

2) PESQUISA EM JUVENTUDE – Foram dois os projetos aprovados em parceria com a Universidade Federal de Goiás  sobre a CONDIÇÃO JUVENIL EM GOIÁS. O primeiro já foi realizado e, agora, queremos dar continuidade com a Equipe de Pesquisa já existente, assim como as parcerias que já estão informadas.

3) ESCOLA BÍBLICA COM JOVENS – Este projeto nasceu em 1995, com muitas mães e pais, em parceria com o Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos – CEBI. A Escola foi sistematizada e publicada. Há uma equipe responsável que já está dialogando sobre os novos caminhos de continuidade para este ano de 2013.

4) ESCOLA DE LITURGIA COM JOVENS – Este projeto nasceu em 1999, em sintonia com o Plano de Ação para os Jovens – do Setor Juventude/CNBB. Realizou-se com a parceria da Rede Celebra, no espaço da Casa da Juventude Padre Burnier e do Regional Sul IV. Está sistematizada e publicada. A equipe está em dialogo para estudar a sua continuidade com este e novos parceiros.

5) RETIRO COM JOVENS – Este projeto foi realizado desde 1984. Estava na raiz e no modo de ser da Casa da Juventude Padre Burnier.  Ofereceu aos jovens a experiência de oração, do silêncio, do encontro com a Palavra e da Mesa da Eucaristia, inspirados nos exercícios espirituais de Santo Inácio.  A equipe que coordenava o projeto contou, ao longo desse período, com a presença de muitos leigos/as, jesuítas e religiosas de diversas Congregações. Houve uma sistematização na década de 1990 em três modalidades. A equipe está vendo parceiros e caminhos para a sua continuidade.
6) ESCOLA DE FORMACAO DE LIDERANÇAS – Este projeto esteve presente na história da Casa da Juventude Padre Burnier desde os primórdios. Visava à formação de lideranças jovens e a preparação para a coordenação de agrupamentos. Passou por vários nomes. Há uma equipe de 15 pessoas que coordenou esse projeto em 2012. Eles/elas já têm agenda em outros espaços e, continuam oferecendo a formação. Está em processo de sistematização e publicação.
7) ESCOLA DE EDUCADORES DE JOVENS – A formação de adultos/as para o acompanhamento aos jovens esteve presente todo o tempo no projeto da Casa da Juventude Padre Burnier. Houve diversos tipos de projetos nesta linha. A escola nasceu a partir de uma experiência com a Casa de la Juventud de Bogotá/Colômbia. A organização e síntese iniciaram em 1997. Sistematizada e Publicada. Centenas de adultos vivenciaram e outros multiplicaram esta Escola, como, por exemplo, na Venezuela, El Salvador, Costa Rica entre outros. Para a continuidade deste projeto, já estão agendadas algumas datas, como por exemplo, em Manaus/AM.

8) ASSESSORIA A GRUPOS, INSTUIÇÕES DA IGREJA, DO GOVERNO E DA SOCIEDADE –  A assessoria em diversos temas sempre foi assumida pela equipe da Casa da Juventude Pe. Burnier como um serviço no fortalecimento dos processos das organizações, tanto eclesial como da sociedade civil. Já temos vários pedidos de assessoria com Congregações e outros grupos governamentais. (Os pedidos de assessoria podem ser enviados para cajuassessoria@gmail.com)

9) PUBLICAÇÃO E  DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS – Os primeiros materiais didáticos foram feitos no mimeógrafo, a partir de 1984. Hoje, temos algumas coleções publicadas. Tivemos o apoio de Maristas, Oblatos de Maria Imaculada, Adveniat, Cáritas, DKA, FAPEG, Redentoristas, Salesianos, entre outros grupos apoiadores. O grupo responsável gestou o projeto com uma política de distribuição a preços acessíveis aos jovens e a seus grupos. Os pedidos destes materiais ficarão por conta da Associação CAJU ASSESSORIA (cajulivraria@gmail.com).

10)  CAMPANHA A JUVENTUDE QUER VIVER – Esta campanha nasceu em 2004 e se espalhou pelo Brasil e por toda a América Latina. Realiza vários tipos de atividades. Tem uma imagem que já é conhecida. Assumimos a campanha na continuidade deste caminho.

11) OFICINAS DE FORMACAO EM JUVENTUDE E CIDADANIA E DE ECONOMIA SOLIDARIA – um projeto que nasceu em 2003, a partir de experiência de escolas de cidadania. A equipe responsável está planejando a continuidade do projeto.

12) CURSO PRÉ-UNIVERSITÁRIO – um projeto de 10 anos. No último ano assumimos o projeto com o apoio de Amigos/as da CAJU e realizamos em 2012. Vamos buscar parcerias. Estudar possibilidades.

Mãos à obra

São muitos os projetos e, por isso, vamos precisar de muita gente que acredita na Causa da Juventude. Primeiro, porque não estamos totalmente liberados para estas tarefas e, ao lado destes compromissos, estão nossas vidas e de nossas famílias. Porém, cremos que esta missão foi realizada, ao longo destes 29 anos, em uma grande Rede de pessoas e grupos que assumem a causa do Reino de Deus, marcada pela fé e pela justiça, geradora de vida. Saímos de um endereço conhecido, para abrigar-se em outras Casas… As nossas e de nossos amigos, ao modo das primeiras testemunhas do Ressuscitado, que se encontravam nas casas. Queremos viver este momento de nossas vidas a serviço, com os jovens, movidos pelo Espirito de Jesus.

Podemos dizer que se encerra uma etapa, como várias que já vivemos neste caminho. Importante será sabermos encarar a “Travessia”. Queremos convidar os/as amigos/as para dar graças por este caminho percorrido. Propomos que este gesto aconteça em vários espaços onde celebramos a nossa fé. Sugerimos retomar a tradição do povo de Israel, registrando tudo em cartas, artigos, contar as experiências vividas com a CAJU nestes 29 anos e comunicar/divulgar na pagina em construção http://www.facebook.com/Cajuassessoria ou enviar cajuassessoria@gmail.com e ainda com os grupos envolvidos de seus contatos. Convidamos vocês que desejam se juntar nesta nova associação que entre em contato com amigoscaju@gmail.com e seja um sócio apoiador/a desta nova iniciativa.

Esse movimento de cuidado e defesa da vida será nossa marca na Campanha da Fraternidade da Igreja do Brasil, que nos convoca para a conversão. Pedimos que o Senhor dirija o nosso olhar a Jesus e aos jovens!

Goiânia, fevereiro de 2013.

Ex-colaboradores/as e ex-funcionários/as da Casa da Juventude Pe. Burnier

Construtores do

Centro de Assessoria em Juventude – CAJU ASSESSORIA

Contato: cajuassessoria@gmail.com

Homenagem feita ao Pe. Geraldo na Câmara dos Vereadores com a entrega do Título de Cidadão Goianiense e vista por diversos pessoas da sociedade civil e movimentos sociais. Para quem ainda não conhece este homem que luta pelos Direitos Humanos, empobrecidos/as e marginalizados/as é uma ótima oportunidade para conhecê-lo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *