Menu

Faleceu a pesquisadora da USP Rita de Amaral

Nenhum Comentario

Uma antropóloga e artista da cultura popular Faleceu a pesquisadora Antopóloga e Candomblesista da USP, que colaborou com nossas pesquisas sobre a Festa de São Bendito da Igreja do  Rosário.

Rita de Cassia de Mello Peixoto Amaral

é Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1986), tem Mestrado em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (1992), Doutorado em Ciências (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (1998) e Pós-Doutorado em Etnologia pelo Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo. Atualmente, integra a Coordenação do Núcleo de Antropologia Urbana da Universidade de São Paulo [www.n-a-u.org], do qual é membro desde 1988, e onde foi Editora-chefa da revista PontoUrbe – Revista do Núcleo de Antropologia Urbana da USP [ww.pontourbe.net]. É, também, organizadora e editora independente da revista de Antropologia Urbana "Os Urbanitas" [www.osurbanitas.org], do website Os Urbanitas [www.aguaforte.com/antropologia] e do blog de mesmo nome [www.osurbanitas.blogspot.com]. Tem experiência na área de Antropologia das Sociedades Complexas, com ênfase em Antropologia Urbana, atuando, principalmente, nos estudos sobre os seguintes temas: estilos de vida, festas, religiosidades contemporâneas, cultura brasileira, cultura afrobrasileira, etnografia em hipermídia e cybercultura. Traduz e revisa obras técnicas e acadêmicas.

Figura inquieta e criativa. Há alguns anos atrás, Rita me mandou um artigo de um pesquisador da área de saúde, fora do Brasil o qual dizia que os médicos deveriam ser obrigados a levarem uma cartas na testa dizendo: “Esse sujeito faz mal à sua saúde!”

Foi editora da revista de antropologia urbana a qual coordenava, e na qual havia uma grande quantidade de pesquisas realizadas por ele, cujo nome era OS URBANITAS

Nossa homenagem e agradecimento por sua rara sensibilidade, fome de democracia, desejo de divulgar a arte negra e a capacidade de realizar grandes pesquisas sobre as Festas Populares.

INFORMAÇÕES SOBRE A PESQUISADORA

É com profundo pesar que comunicamos o falecimento da antropóloga Rita Amaral, ocorrido em 24/01/2011. Rita formou-se em Ciências Sociais pela USP, fez mestrado e doutorado pelo PPGAS-USP e pós-doutorado no Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE-USP). Atuava na área de antropologia urbana com ênfase nos temas de estilos de vida, festas, cultura afro-brasileira e hipermídia. Organizou inúmeros sites acadêmicos como Os Urbanitas (editando uma revista eletrônica de mesmo nome), o do Departamento de Antropologia – USP e do Núcleo de Antropologia Urbana (NAU-USP), grupo do qual fazia parte e no qual foi editora-chefa da revista PontoUrbe. Trabalhava atualmente na organização de uma etnografia em hipermídia: Do Afro ao Brasileiro – Religião e Cultura Nacional.

Foi fundadora da “Associação Brasileira de Osteogenesis Imperfecta” (ABOI), entidade pioneira de ajuda aos portadores dessa doença, conhecida como “ossos de cristal”, em virtude da qual veio a falecer.

Sua vitalidade no desempenho de suas atividades acadêmicas e na luta por melhores condições de tratamento médico promovida pela associação que fundou será sempre uma inspiração a todos que a conheceram, além de exemplo impar de exercício pleno de cidadania e respeito à vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *